LEITURAS DO SUBSOLO

Orientador: Ezequiel Theodoro da Silva
Dissertação de Mestrado
Início: 2011

Resumo:  Empenhado em pesquisar práticas de leitura no Brasil, este projeto de pesquisa visa investigar uma comunidade de leitores que vem se configurando no espaço do metrô da cidade de São Paulo. A escolha desse local como objeto de investigação se deu a partir de um olhar intrigado com o que viu. Encontram-se instaladas cinco bibliotecas gratuitas de empréstimos de livros à disposição dos usuários do sistema de transporte subterrâneo, que segundo dados do Instituto Brasil Leitor – empresa responsável pelas bibliotecas – já tem mais de 38 mil sócios cadastrados até junho de 2009. Sendo assim, por meio de um esforço investigativo, a pesquisadora pretende inserir-se nesse contexto de leitores levantando informações sobre suas práticas de leitura, bem como sobre esse espaço. Pretende-se fazer isso por meio de questionários e entrevistas com os usuários das bibliotecas – o público-alvo – e também com seus atendentes, visto serem estes mediadores de importância fundamental no que diz respeito ao acesso aos livros. Outro aspecto que merece atenção é o desse espaço, tendo em vista que essas bibliotecas não são apenas simples locais para armazenamento dos livros, elas vêm se configurando num “espaço cultural” nas estações de metrô da cidade. Por isso, o trabalho também pretende lançar um olhar para esse espaço, procurando ver o que sua constituição e disposição apontam e sugerem. A investigação almeja saber quais os livros disponibilizados nesse espaço, como se dão as seleções dos títulos dos acervos, quais os títulos mais lidos – o que se lê; quem são os usuários das bibliotecas, idade, sexo, profissão, grau de escolaridade – quem lê; e seus modos de leitura – quais as “apropriações” dos textos pelos leitores? Que sentidos descobrem nos textos? Leem nas bibliotecas? No trajeto? Em casa? Como? Em que momento? – como se lê. Emaranhado a essas e outras questões, a pesquisa almeja ver ainda o que sugerem as relações dessa comunidade leitora com a escola, com a família, por exemplo. As ligações estabelecidas, as motivações etc. O que elas indiciam? Por que se lê? Para quê? Contar algumas histórias de leitura, de alguns leitores dessa comunidade, acompanhando-os mais de perto, seria bastante interessante. Assim, a pesquisa acredita poder compor um registro desse movimento de leitura que ajudará a pensar nossa sociedade contemporânea e suas relações com livro enquanto material impresso e a Leitura.
Palavras-Chave: Livro; Leitura; Leitores; Práticas; Espaços de Leitura; Biblioteca; Modos de ler; Histórias de leituras.