Preconceito e educação a distância: atitudes de estudantes universitários sobre os cursos de graduação na modalidade a distância
Prejudice and distance education: university student’s attitudes against distance education undergraduate courses

Stevan de Camargo Corrêa, Larissa Medeiros Marinho dos Santos

Resumo



A educação a distância constitui uma modalidade de ensino-aprendizagem ainda considerada nova e a cada dia mais atual. Hoje a educação a distância utiliza novas tecnologias da informação e se torna mais difundida a cada ano, tendo dentre seus objetivos tornar o processo educacional mais inclusivo. A nova legislação e o crescimento da oferta de cursos a distância, inclusive de graduação, faz com que sejam necessárias mais pesquisas sobre essa modalidade. Uma das maiores barreiras para a implementação de cursos de graduação na modalidade semi-presencial (a distância) é o preconceito que se diz existir contra a EaD. Com o objetivo de identificar se existem atitudes preconceituosas da população acadêmica em relação a EaD foram realizados 90 questionários, com questões abertas e fechadas, focando a cognição e afetividade, com estudantes de cursos presenciais da Universidade de Brasília. Os resultados foram analisados de forma qualitativa, sendo identificada uma atitude geral de preconceito contra a EaD dentro do ambiente acadêmico estudado, apresentada principalmente sob um ceticismo quanto a qualidade dos cursos na formação do estudante, sentimento justificado pela percepção de uma falta de formação específica dos educadores para a atuação na modalidade e a má utilização dos recursos de informática disponíveis.

Palavras-chave
Educação a distância; Preconceito; Cursos de graduação; Universidade

Abstract
The distance education is a current issue but also a new way of teaching-learning. Today, distance education uses new information and communication technologies becoming more disseminated an each year and taking under its goals, the main objective to make the educational process more inclusive. The new laws about this subject and the growth on the number of distance education courses, including graduation, demand more research over this modality. One of the drawbacks for the implementation of graduate programs in semi-presential mode is the prejudice against distance education. In order to identify if there are prejudiced attitudes about distance education among the students of presential courses were conducted 90 questionnaires, with open and closed questions, focusing on the cognitive and affective perceptions. Qualitative analyses were conduct and identified a general attitude of prejudice against the distance education courses, within the researched academic environment, made mainly from a skepticism about the quality of courses in the training of students, feeling justified by the perception of a lack of specific training of educators to act in manner and misuse of distance education typical computer resources.

Keywords
Distance education; Prejudice; Undergraduate courses; University


Palavras-chave


Educação a distância; Preconceito; Cursos de graduação; Universidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Parceiros / Apoio
AbecIbict
Licença Creative CommonsWorldCatISSN 1676-2592