Pós-Graduação

+55 19 3521-5634, +55 19 3521-5573, +55 19 3521-5691
Atualizado em 03/01/2021 - 19:42

Objetivos e Histórico

A Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas tem como marco histórico a defesa da educação pública e, em sua trajetória, a reafirma como direito de todos e dever do Estado. O quadro docente, desde a criação da Faculdade em 1972, transcende os limites da sala de aula e atua em movimentos sociais, órgãos públicos, associações especializadas, de forma coerente, pela democratização da educação de qualidade para toda a população. Neste momento, persegue essa diretriz, visando ampliar o acesso dos profissionais da educação básica à Universidade Pública, constituindo um mestrado de caráter profissional, com vistas a uma possível transformação da realidade escolar. Para tanto, buscou construir coletivamente, com toda a comunidade acadêmica, os princípios que regeriam um programa diferenciado que, não obstante, contemplasse o rigor acadêmico e científico que marca a produção dessa Faculdade. Essas ações resultaram na constituição, em 2013, de uma comissão interna que concentrasse esforços no levantamento da legislação, de experiências em curso, de estudos etc,  a fim de qualificar o debate interno e iniciar a construção de uma proposta do Programa de Mestrado Profissional em Educação Escolar (MP). Nesse primeiro movimento, foram realizados dois seminários internos: o primeiro realizado em setembro de 2013, o qual propiciou a reflexão e a constatação acerca: da relevância da implantação de um programa de mestrado dessa natureza, posto que as demandas regional e nacional são intensas na Faculdade de Educação; da necessidade em se aprofundar a delimitação dos princípios que regerão a pós-graduação stricto sensu na modalidade em questão; e, por fim, a premência em se construir um programa de Mestrado Profissional independente dos atuais programas de pós-graduação existentes na Faculdade de Educação (PPGE e PECIM). O segundo, em 2014, focalizou os projetos financiados  pelo  Programa  Fapesp  Ensino  Público,  os  quais  têm  sido desenvolvidos nos últimos anos por docentes do PPGE. 
 
 
Os debates, contudo, não lograram, naquelas oportunidades, uma definição de proposta a ser submetida, ainda em 2014, à CAPES. O movimento apontou, outrossim, para uma imprescindível maturação, por parte da comunidade acadêmica local, sobre  a concepção do Mestrado Profissional. Desta forma, novas atividades foram sendo organizadas para lograr esse objetivo, a exemplo dos encontros com coordenadores de outros programas, com vistas a compartilhar os desafios enfrentados para efetivação do MP. Assim, em 2015, esse conjunto de ações resultou em uma primeira versão do projeto que veio a ser apreciada pelo coletivo de professores e demais segmentos da Faculdade. 

 

O Programa de Mestrado em Educação Escolar da Faculdade de Educação da UNICAMP conflui, em seus objetivos com a Portaria Normativa 17 ,do Ministério da Educação, de 28 de dezembro de 2009:

I - a capacitação de pessoal para a prática profissional avançada e transformadora de procedimentos e processos aplicados, por meio da incorporação do método científico, habilitando o profissional para atuar em atividades técnicocientíficas e de inovação; II - a formação de profissionais qualificados pela apropriação e aplicação do conhecimento embasado no rigor metodológico e nos fundamentos científicos; III - a incorporação e atualização permanentes dos avanços da ciência e das tecnologias, bem como a capacitação para aplicar os mesmos, tendo como foco a gestão, a produção técnico-científica na pesquisa aplicada e a proposição de inovações e aperfeiçoamentos tecnológicos para a solução de problemas específicos (2009, s/p).  

 

Objetivos do curso:

  • Aprimorar a formação dos professores e gestores da Educação Básica, preferencialmente das redes públicas de ensino;
  • Privilegiar a produção acadêmica (pesquisa aplicada) direcionada à organização do trabalho didático, aos conteúdos e aos processos pedagógicos, de gestão, das políticas públicas para potencializar e transformar os saberes e as práticas escolares; e,
  • Formar profissionais em sua área específica de trabalho, em bases teóricas e práticas da gestão, da aprendizagem, do ensino, da cultura escolar, da inclusão na escola, das tecnologias educacionais ativas e criativas etc.;
  • Estimular a formação de mestres profissionais habilitados para desenvolver atividades e trabalhos técnico-científicos em temas de interesse público para a educação escolar.