Especial Dia da Mulher | Nadir Camacho dá exemplo aos 61 anos e vence São Silvestre na sua categoria

Funcionária  FE é exemplo de determinação aos 61 anos de idade 

08/03/2017 | Atualizada 24/03/2017 - 13:40
  • Nadir e sua medalha de 1º lugar na categoria 60 a 64 anos feminino da São Silvestre 2016
  • Primeiro lugar na 7ª Volta Unicamp em 2016 categoria funcionárias

[Do Portal do GGBS / Texto: Gilson Rei]

Aos 61 anos de idade e com uma determinação exemplar de atleta, Nadir Aparecida Gomes Camacho, pedagoga e funcionária da Faculdade de Educação (FE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), venceu a 92ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, realizada no dia 31 de dezembro de 2016 pelas ruas de São Paulo, na categoria 60 a 64 anos feminino.

Nadir trabalha na Unicamp há 34 anos no atendimento a 800 alunos da pós-graduação da FE e integra a Equipe do Laboratório de Fisiologia do Exercício (Labex) de Atletismo da Unicamp, onde realiza treinamentos com o apoio do Grupo Gestor de Benefícios Sociais (GGBS) ao lado de funcionários, docentes e alunos.

Com uma dedicação diária e impecável ao esporte, a funcionária atleta da FE chegou em primeiro lugar com o tempo de 1:28:15" na 92ª São Silvestre pela equipe Labex/GGBS/Unicamp, percorrendo 15 quilômetros ao lado de 30 mil participantes, sob um calor de 30 graus.

Nadir contou que o esporte é fundamental em sua vida e que sente-se feliz por ter conseguido a vitória, perseguida há muitos anos na São Silvestre. Em 16 participações na competição, Nadir chegou em segundo lugar duas vezes, em 2010 e 2011, quando estava com 55 anos e 56 anos, respectivamente. Chegou também ao terceiro lugar em 2008, quando tinha 53 anos.

Em sua jornada de 26 anos como atleta de pistas de corrida, Nadir foi campeã em diversas competições em Campinas e região e já acumula 922 premiações, sendo 496 medalhas e 426 troféus. “Costumo dizer que a primeira coisa na vida de uma pessoa é gostar daquilo que se faz, em tudo, desde o trabalho até uma atividade qualquer. Se a pessoa for empurrada e fizer as coisas por obrigação, nada vai funcionar direito”, disse.

No caso da atividade física, Nadir disse que faz por amor, tendo sempre como atitude três coisas. “Busco sempre a disciplina de um atleta; a paciência de um lavrador; e a obediência de um soldado”, revelou.  Nadir disse que no esporte a pessoa deve escolher o que mais gosta e se dedicar com o auxílio de profissionais. “É importante fazer atividade física sempre com acompanhamento de um profissional e definir o tempo certo, conforme a disponibilidade e a capacidade de cada um”, afirmou. 

Labex/GGBS/Unicamp
Foi nisso que o Labex/GGBS/Unicamp foi importante para Nadir. Pelo Labex, ela treina de segunda e de quarta na pista da Faculdade de Educação Física da Unicamp.  Nas sextas-feiras faz corridas, geralmente dentro da Unicamp ou em Joaquim Egídio. Aos sábados, Nadir corre em um canavial próximo da PUCCamp que é um local de terra e que tem morro. Nadir faz também musculação em uma academia particular duas vezes por semana.

Nadir destacou que está no Labex/GGBS/Unicamp desde 2002, quando foi criado. “O Labex/GGBS garante uma preparação adequada e profissional para a saúde do atleta e para as competições”, disse Nadir. Os treinamentos são realizados pela professora Denise Vaz de Macedo (uma das idealizadoras do Labex) e pelos professores Ronaldo Dias e Cristiano Júlio Amaral.

Nadir lembrou que o trabalho do Labex/GGBS/Unicamp tornou-se fundamental porque atua com exercícios específicos para cada atleta; participa com as questões sobre reeducação alimentar e acompanhamento nutricional; e faz também uma análise técnica com planilhas e estudos aprofundados sobre o desempenho de cada atleta.

Nadir lembrou que o GGBS tem sido essencial neste processo porque patrocina todos os atletas do Labex, desde uniformes, tênis e inscrição até o pagamento de treinadores na pista para que os atletas tenham orientação e para que todos possam participar de corridas amadoras do circuito metropolitano de Campinas e até fora do circuito, como ocorreu na São Silvestre em São Paulo, por exemplo.

Origens
Nadir começou a praticar esportes, na natação, quando tinha 6 anos. Ela morava em frente ao Estádio do Guarani, onde aprendeu a nadar e onde frequentava todos os dias. Já na fase adulta, com 35 anos, Nadir mudou de modalidade esportiva porque teve um filho e decidiu praticar corrida para reduzir o peso adquirido na gravidez.

A nova fase começou na Academia da professora Cuca, no bairro Cambuí, onde começou a participar de corridas em Campinas. Nadir destacou-se entre as corredoras da cidade, chegando sempre entre as 30 melhores. Posteriormente, Nadir passou a integrar também a Equipe Master do Clube Corredores Unidos de Campinas (Cuca), com sede no bairro Taquaral, onde começou a colecionar medalhas. O trabalho mais intenso e específico teve início a partir de 2002, quando Nadir entrou na Equipe  do Labex/GGBS/Unicamp.

Em dia de movimento internacional em defesa das lutas sociais, políticas e econômicas das mulheres a Faculdade de Educação sente-se honrada de compartilhar esta importante conquista de sua funcionária Nadir Camacho.

Acesse a notícia original no Portal do GGBS.