FE divulga nota de repúdio à violência nos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes

"Crime bárbaro quis silenciar uma lutadora que nunca se calou frente ao genocídio da população negra", dizem educadores

06/04/2018 | Atualizada 06/04/2018 - 14:08
  • Foto: Reprodução.

A Faculdade de Educação da Unicamp publicou nota de repúdio à violência que envolveu o assassinato de Marielle Franco, vereadora da cidade do Rio de Janeiro pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), e Anderson Gomes, seu motorista, no dia 14 de março. A nota foi aprovada na 321ª Reunião da Congregação da FE, realizada em 28 de março.

"Marielle Franco e Anderson Gomes foram executados a tiros. Um crime bárbaro que sugere motivação política, com o objetivo de silenciar uma lutadora que nunca se calou frente ao genocídio da população negra e que desde 28 de fevereiro era relatora na Comissão para fiscalizar a intervenção federal no Rio de Janeiro", afirma trecho que inicia o documento.

Leia a nota completa.