Pesquisadores da FE respondem matéria da Folha sobre Filosofia e Sociologia no Ensino Médio

Publicação afirma que a obrigatoriedade dessas disciplinas prejudica o desempenho dos alunos em Matemática

02/05/2018 | Atualizada 02/05/2018 - 10:24
  • Foto: Cecília Bastos/Jornal da USP - Banco de Imagens USP

Pesquisadores do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Pensamento Filosófico e Ensino de Filosofia (Senso), da Faculdade de Educação da Unicamp, divulgaram texto em resposta à reportagem "Filosofia e Sociologia obrigatórias derrubam notas em Matemática", publicada pelo jornal Folha de S.Paulo no último dia 16.  A matéria afirma que a exigência curricular das disciplinas de Filosofia e Sociologia no Ensino Médio, determinada por resolução do Conselho Nacional de Educação em 2009, estaria prejudicando a aprendizagem de Matemática dos alunos. Segundo a reportagem, os resultados foram encontrados em pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

"Na verdade, a julgar pela reportagem, não parecem sequer suspeitar da existência de outros fatores determinantes do sucesso ou fracasso dos estudantes nessa ou em qualquer outra disciplina. Por exemplo: a falta de professores com formação específica. De acordo com o Censo Escolar de 2015, quase 50% dos professores lecionam disciplinas nas quais não foram licenciados. Seria a Matemática uma exceção a essa regra para que seu caso fosse explicado apenas pela presença da Filosofia e da Sociologia e/ou pela diminuição de sua carga horária? Acrescentem-se a esse problema, entre tantos outros: a precariedade do sistema público de ensino; a formação muitas vezes insuficiente dos profissionais da educação; a baixa atratividade da profissão; as dificuldades das famílias em dar suporte escolar aos filhos; o desafio de muitos alunos em conciliar estudo e trabalho; as defasagens na aprendizagem acumuladas desde as séries iniciais. Nada disso é considerado pelos pesquisadores do IPEA", explicam os professores Renê Silveira, Roberto Goto e Rodrigo de Jesus em trecho do texto.

O texto de resposta também foi encaminhado ao jornal Folha de S.Paulo.

Leia o documento completo escrito pelos pesquisadores da Faculdade de Educação da Unicamp.