Antônio Carlos Amorim é o novo vice coordenador nacional do FORPREd

Professor da FE foi eleito junto com Fabiane Maia Garcia (UFAM) para o biênio 2019-2021

Fabiana Alves | 25/11/2019 | Atualizada 25/11/2019 - 10:28
  • Antonio Carlos R. de Amorim (Unicamp) e Fabiane M. Garcia (UFAM), João Batista C. Nunes (UECE) e Maria de Fátima C. Gomes (UFMG) | Imagem: ANPEd

O professor doutor da Faculdade de Educação, Antônio Carlos Amorim, foi eleito para compor em parceria com a professora doutora Fabiane Maia Garcia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) a coordenação do Fórum Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Educação – FORPREd durante o biênio 2019-2021.

A chapa dos docentes “Força e Potência Singular no Coletivo” foi escolhida durante a realização da 39ª Reunião Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) que aconteceu em outubro deste ano.

Segundo Amorim, a chapa foi pensada estrategicamente para poder representar a qualidade e a singularidade dos Programas de Pós-Graduação do país, com o intuito de dar visibilidade aos diferentes programas e aproveitar a multiplicidade e o conjunto de singularidades de cada um para estabelecer propostas políticas mais densas.

O desafio é como poderemos lidar com pautas comuns e que são importantes na luta política e na manutenção das singularidades. Como a gente constrói conjuntamente propostas de qualificação da Pós-Graduação em termos de discussão política e de também proposições da sua consolidação sem homogeneizar, sem trazer características que sejam consideradas mais adequadas, que poderiam indicar modelos de Pós-Graduação”, declarou.

Propostas de Trabalho

  • Garantir a interlocução constante e independente com a Coordenação de Área e com a Diretoria de Avaliação da CAPES, na intenção de valorização dos programas em educação e de garantir seu crescimento, relevância regional e nacional e singularidades dos modos de produção de conhecimentos e práticas e de formação de pessoas em nível de pós-graduação;
  • Manter a luta pelo reconhecimento da área como Prioridade 1;
  • Continuar oferecendo, na página do FORPRED, no Portal da ANPEd, um conjunto de estudos e de documentos relacionados à avaliação da CAPES, com a ampliação paulatina de canais, formas e formatos de comunicação entre os membros do FORPRED;
  • Fomentar processos de formação para coordenadores iniciantes, a partir de troca mútua e solidária entre colegas de distintos programas de pós-graduação e com diferentes experiências na gestão acadêmica;
  • Fortalecer o diálogo com a coordenação de Área de Educação da CAPES, com  ênfase no processo  de avaliação quadrienal em curso, buscando um acompanhamento construtivo e crítico, propondo ajustamento nos critérios de avaliação, de modo que representem os anseios do coletivo de Programas de Pós-Graduação em Educação, visando à maior equidade e menos disparidade, buscando uma avaliação que indique caminhos, valorize os avanços e seja um processo de reconhecimento das especificidades singulares como força e potência de melhoria da qualidade dos PPGs em uma perspectiva que se constrói e se reafirma no coletivo;
  • Articular o FORPRED com as políticas institucionais mais amplas da ANPEd, estimulando a organização de grupos de trabalho e de pautas sobre políticas científico-acadêmicas e de formação em pesquisa e ensino que são relevantes para o grupo de programas de pós-graduação;
  • Participar de agenda de discussão e de proposição de questões relativas à pós-graduação no Brasil, em conjunto com grupos de demais áreas de conhecimento, bem como com a sociedade em geral.

FORPREd

O Fórum de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação (FORPREd) constituiu-se, a partir de 1992, como uma instância permanente de organização dos associados institucionais da ANPEd. O Fórum possui uma Coordenação Nacional, constituída por um coordenador e um vice coordenador eleitos por seus pares para um período de dois anos. Há também Coordenações Regionais do FORPREd. Atualmente, o Fórum compõe-se de 156 coordenadores de programas.

Cursos de pós-graduação

Em abril de 2019, a Área de Educação contou com 270 cursos de Pós-graduação, sendo 133 de Mestrado Acadêmico, 88 de Doutorado Acadêmico, 48 de Mestrado Profissional e 1 Doutorado Profissional. Tais cursos se organizam em 184 Programas, 88 deles com Mestrado e Doutorado Acadêmicos, 48 com Mestrado Acadêmico,1 com Mestrado e Doutorado Profissional e 47 com Mestrado Profissional.  

VEJA MAIS
Confira a entrevista do professor Antonio Carlos Amorim concedida para o canal da ANPEd, clique aqui.