Carta Programa Processo Sucessório Direção FE 2020

Chapa: Professor Renê Trentin (Direção) e Professor Alexandro Paixão (Direção Associada)

Fabiana Alves | 06/04/2020 | Atualizada 07/04/2020 - 10:08

Os professores Renê Trentin e Alexandro Paixão, candidatos à Direção e Direção Associada da Faculdade de Educação respectivamente para gestão 2020-2024, divulgaram no último dia 01 de abril, a Carta Programa da sua chapa para o processo sucessório deste ano.

Os candidatos vão participar de  debate online nesta terça-feira, 07 de abril, em dois horários, às 10h e às 19h30, conforme informado pela Comissão Eleitoral.  O link para o debate é este: https://youtu.be/BxWs7Q1jsTM. O debate será organizado pela Comissão Eleitoral que fará mediação das perguntas da comunidade aos candidatos, que serão recebidas através de chat disponibilizado no link.

A votação está programada para ocorrer dos dias 14 a 16 de abril, através de sistema eletrônico da FE. Todos os docentes, funcionários e alunos receberão link para votar. O resultado será homologado em 29/04/2020.

Confiram trecho da carta-progama e link logo abaixo do texto na íntegra para download.

 

Caros colegas docentes, funcionários e estudantes.

Esperamos que todos estejam bem!

Submetemos à apreciação da comunidade da FE a presente Carta-Programa, na qual apresentamos alguns princípios orientadores e algumas ideias para a nossa gestão, caso venhamos a ser eleitos.

O processo de sua elaboração foi um tanto atípico. Inicialmente, pretendíamos conversar com os diversos segmentos e setores de nossa Unidade, a fim de conhecer melhor as expectativas e as demandas de cada um e, também, colher subsídios para nossas propostas.

O advento da pandemia do Coronavírus, no entanto, nos obrigou, a todos, a rever nossas prioridades e urgências e a direcionar nossa atenção para alvos múltiplos e distintos, sobretudo para os cuidados com a saúde e a vida, acatando as orientações sanitárias relativas ao isolamento social. No campo institucional, tivemos de nos haver com as demandas do plano de contingência, a fim de encontrar alternativas para minimizar seus efeitos na formação de nossos estudantes.

Em circunstâncias tão excepcionais, a forma de elaboração de nossa Carta-Programa também teve que ser revista. Limitados pelo tempo e pela distância física, recorremos a outras formas de comunicação (e-mails, telefone, WhatsApp) que nos permitissem realizar, ao menos minimamente, aquela nossa intenção inicial.

O texto que ora apresentamos tem, portanto, a marca dessas condições particulares em que foi produzido e que, em parte, explicam seus limites e suas eventuais lacunas e imprecisões. Além disso, uma carta-programa é sempre um texto aberto e em movimento, visto que está destinado ao debate público, do qual podem emergir novas ideias, sugestões e reformulações. Por tudo isso, esperamos contar com a colaboração de todos para que ela possa ser discutida e aprimorada.

Agradecemos a todos os que nos responderam e que puderam dispor de algum tempo para conversar conosco. Essa colaboração foi essencial para esclarecer dúvidas, conhecer problemas e desafios, pensar em propostas e soluções. Agradecemos também, desde já, àqueles que não puderam responder de imediato e que, certamente, contribuirão oportunamente, seja nos debates seja enviando-nos suas críticas e sugestões.

Com os melhores votos, Renê e Alexandro.
Campinas, 31 de março de 2020.

 

CARTA PROGRAMA : carta_programa_direcao_fe_2020_-_rene_alexandro.pdf