Pro-Posições - v. 22, n. 3 (2011) Dossiê: Pedagogias, racionalidades e representações do/sobre o corpo (XIX-XX)

A revista Pro-Posições tem primado por publicar diversas seções que contemplam instigantes reflexões. O presente número traz um dossiê com a temática “corpo”, explorada em textos de autores nacionais e internacionais. Recorrendo a dimensões, a documentos e a experiências singulares do Brasil, do México e da Argentina, estes textos problematizam formas de conceber, construir, controlar, vigiar, vestir o corpo, num recorte temporal – final do século XIX e início do século XX. Através do viés histórico, anunciam e denunciam a produção de novas racionalidades; novos modos de viver; novas sensibilidades e sociabilidades que o corpo assume na modernidade, inserindo-o em uma rede de interações. Reflexões que explicitam projetos que visavam a regular e a ordenar os corpos para um determinado projeto de sociedade. 

Por sua vez, a seção de artigos traz temáticas significativas do cenário educacional: interculturalidade e escola, Gramsci e os intelectuais, formação pedagógica no ambiente moodle, corporeidade e multiculturalismo. 

Em Leituras e Resenhas, há dois trabalhos que se debruçam sobre os livros Formação de professores para a diversidade e Em busca da forma-educação infantil. 

Na seção Diverso e Prosa, convido o leitor a vivenciar a “arte de passear” como um exercício estético (parafraseando Karl Gottlob Schelle) e a acompanhar os extratos da obra Orbis Pictus, de Jean Amós Comenius, e os comentários de Carlos E. Miranda. Para Miranda, esta obra desmistifica o uso da imagem na educação escolar e na produção de conhecimento como algo presente apenas na sociedade industrial; destaca ainda sua importância para a educação contemporânea nas nossas experiências como professores. 

Maria Helena Salgado Bagnato