Pro-Posições - v. 16, n. 1 (2005) Dossie: Cultura escolar e cultura material escolar: entre arquivos e museus

O número da Revista Pro-Posições que ora apresentamos aos nossos leitores traz um dossiê sobre Cultura Escolar e Cultura Material Escolar, onde aparece o resultado de um trabalho feito em colaboração por pesquisadores brasileiros e portugueses, apoiados por investigadores espanhóis e argentinos. Revela o envolvimento crescente dos historiadores da educação com os instrumentos e suportes da história, no sentido de preservar a memória da escolarização. A aproximação dos historiadores em relação aos objetos capazes de guardar os traços do vivido significa o enriquecimento das abordagens em história da educação, tradicionalmente centradas no estudo da legislação, das reformas de ensino e da história do pensamento ou da filosofia de educação. É, ainda, o presente dossiê a expressão das práticas atuais de pesquisa realizadas, em grande medida, a partir do envolvimento e das trocas entre os pesquisadores de diferentes centros acadêmicos. Falar de pesquisa sempre nos reporta a personagens singulares, e hoje queremos lembrar um brilhante artífice da pesquisa em nosso país: aquele que, de fora da universidade nascente, colocava em rota a sua curiosidade e o seu compromisso político com o conhecimento das expressões culturais do povo brasileiro. Refiro-me ao Mário de Andrade do Turista Aprendiz, do Departamento de Cultura de São Paulo, da Biblioteca Pública, da Discoteca Pública. Ele que, já nos anos 1920/1930, cuidava do registro da memória musical, das festas e das crenças populares em busca da construção da nossa identidade. Fazemos, nesta revista, uma homenagem ao conhecido escritor, ao intelectual festejado, destacando a sua face menos conhecida: a de professor. Mário de Andrade tem seu nome ligado à educação, como professor de música no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, como o missivista-conselheiro de Oneyda Alvarenga e Fernando Sabino, entre outros jovens em início de carreira, e como responsável pela implementação dos Parques Infantis na cidade de São Paulo, fato que completa, neste ano, 70 anos.

 

Editorial

Agueda Bernadete Bittencourt

Dossiê

Carmen Sylvia Vidigal Moraes, Iomar Barbosa Zaia, Maria Cristina Vendramento
Pedro Paulo Funari, Andrés Zarankin

Artigos

Ana Maria Falcão de Aragão Sadalla, Fábio Bacchiegga, Tamara Abrão Pina, Mariana Wisnivesky

Diversos e Prosas

Resenhas