Isso aí é Rachismo! Feminismo em estado de alerta na educação das crianças pequenas: transformações emancipatórias para pedagogias descolonizadoras

Livro impresso organizado por: Adriana Alves Silva, Ana Lúcia Goulart de Faria e Daniela Finco

Roberta Rabello Fiolo Pozzuto | 06/01/2020 | Atualizada 06/01/2020 - 15:25

O "rachismo" dimensiona o sentimento da menina que não aceita o que lhe é socialmente imposto, que, assim como usa uma palavra inventada para expressar suas ideias e sentimentos, também deseja um modo diferente de ser e existir no mundo. O "rachismo" é uma denúncia do quanto as desigualdades são sentidas e percebidas pelas crianças. O "rachismo" fala de como as crianças são expostas a um mundo rachado, dicotomizado. A menina faz um apelo para uma educação .de corpos inteiros, que não separa, que não racha o mundo, onde meninas e meninos possam senti-lo e significá-lo pelas linguagens lúdicas, tendo o .direito de brincar, interagir e fazer uso de qualquer brinquedo que desejar, independentemente de serem meninos ou meninos (Sandra Camargo e Raquel Salgado, neste livro).

-----------------------------

Isso aí é Rachismo! Feminismo em estado de alerta na educação das crianças pequenas: transformações emancipatórias para pedagogias descolonizadoras

Organizadoras: Adriana Alves Silva; Ana Lúcia Gourlart de Faria; Daniela Finco

Formato: impressp

Ano: 2019

Editora: Pedro e João Editores

ISBN: 978-85-7993-722-4