Reunião Extraordinária da Comissão Permanente de Educação e Esporte

No último dia 26 de novembro, aconteceu na plenária da Câmara Municipal de Campinas, uma sessão extraordinária da Comissão Permanente de Educação e Esporte para debater juntamente com educadores locais sobre a proposta do prefeito Jonas Donizate de instalar o Programa Nacional de Escolas Cívico-Militar na cidade.

Na ocasião, a diretora-associada da Faculdade de Educação (FE), professora  Débora Mazza e a professora aposentada da FE, Helena de Freitas foram convidadas para compor a mesa da reunião e expuseram as suas considerações a respeito do tema. Desse debate foi lançado o "Manifesto em defesa da escola pública, democrática, gratuita, laica, de gestão pública e em repúdio à militarização das escolas públicas em Campinas".

No documento, os educadores dizem que "a “opção” por transformar uma escola pública em militarizada não é uma questão de responsabilidade exclusivamente da família, como declara o prefeito em sua justificativa para a adesão. Este é um debate de todos os professores, estudantes, pais e da comunidade do entorno da escola”.

O Manifesto será entregue ao Ministério Público na sexta-feira, (29), às 15 horas na sede do MP, na Cidade Judiciária. Para assinar é só acessar o link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeFGLms-N6mtBrQVyDMqAsTaua7jcJqI0YUWVAiTY8W2EjfDA/viewform

  • Reunião Extraordinária da Comissão Permanente de Educação e Esporte